JESUS CRISTO O UNICO SALVADOR

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Mulher é achada morta dentro de quarto no Centro Histórico

No início da manhã de ontem, Clemilda Assunção Santos Carneiro, 32 anos, foi encontrada morta no interior do quarto onde residia com o marido, Luís Felipe Santos, 42 anos, principal suspeito de ter praticado o crime. O casal morava na Rua da Palma, n° 537, no Centro Histórico de São Luís; e, segundo vizinhos, eles já possuíam um histórico de brigas, discussões e agressões físicas.

Segundo o sargento Lemos, da Companhia de Polícia Militar de Turismo Independente (CpTur), por volta de 9h37, Luís Felipe Santos teria ido até o Convento das Mercês, avisar aos PMs de plantão que a mulher teria escorregado e caído após passar mal e morreu em consequência da queda. Quando chegou ao quarto do casal, a polícia constatou que a Clemilda já estava morta e acionaram o Instituto de Criminalística (Icrim). “Duas testemunhas que serão chamadas a depor na delegacia nos disseram que, na noite anterior, a vítima gritava por socorro dentro do quarto, enquanto era espancada pelo marido. Alguns vizinhos nos confirmaram que isso já era prática costumeira entre o casal, que também eram usuários de drogas”, afirmou Lemos.

O policial explicou que Clemilda Assunção ainda foi vista na manhã de ontem, conversando com outras moradoras da casa, mas minutos depois apareceu morta. A vítima estava limpa, o ferimento que aparentemente teria sido na cabeça, não estava visível e foi encontrado um pano todo ensanguentado dentro de um balde com água. O acusado explicou à polícia que a mulher passou mal na noite anterior e ontem voltou a sentir fortes dores, acabou caindo e batendo a cabeça fortemente no chão. Ele disse que não matou Clemilda e que se tivesse praticado o crime não teria permanecido no local, nem chamado a polícia.

O suspeito foi detido pela PM e conduzido até o 1° DP (Centro), onde seria ouvido pelo delegado.

(Por Jully Camilo)